Amigas se unem para fazer docinhos e pagar tratamento de câncer de menino de 3 anos


PUBLICIDADE

O pequeno Dudu vem ganhando as redes e corações por onde passa. Com apenas 3 anos, ele está no es´tagio 4 de um tipo de câncer que ataca as células que dão origem aos músculos esqueléticos, chamado de Rabdomiossarcoma Embrionário. Depois de passar por uma cirurgia de retirada do tumor que estava na barriga, ele teve que iniciar o tratamento de quimioterapia, mas os médicos deram a ideia de tentar um tratamento alternativo de um remédio mais eficaz que não tem tantos efeitos colaterais como a quimio, chamado de Actinomicina.

PUBLICIDADE

Contudo, ainda que essa alternativa seja de longe a melhor e dê mais esperanças para o caso de Dudu, a medicação não é vendida no Brasil e tem que vir da Europa. O custo disso fica em cerca de 700 euros e ele precisa de 18 ampolas, gerando em média um custo de R$ 50 mil, dinheiro este que a família não tem. Mas desanimar não é uma opção, então a mãe do pequeno guerreiro, Letícia, decidiu que iria tomar as atitudes necessárias para salvar a vida do filho.“De alguma forma o Eduardo teria este remédio”, afirmou.

O plano de saúde negou o pedido pela medicação e a Secretaria de Saúde também. Eles até pensaram em acionar o Ministério Público, mas o processo é longo e Eduardo não poderia esperar. Foi assim que uma ideia surgiu ao lembrarem que a bisavó do pai de Dudu, Guilherme, tinha uma fábrica de chocolates em Santa Catarina. “E se vendermos chocolates para arrecadar dinheiro e importar este remédio?”, foi a ideia da família. Assim, criaram um grupo no Facebook e compartilharam com o máximo de pessoas possíveis, que consequentemente foram compartilhando também e o resultado foi uma demanda enorme de pedidos que a família já não estava mais dando conta!

Vendo essa situação, as amigas de infância de Letícia entraram em ação. Helena, Luiza e Bruna resolveram colocar a mão na massa. “A família do Guilherme tem uma fábrica de chocolates em Tubarão, em Santa Catarina. Eles começaram a vender, mas como se tornou uma coisa muito grande, eles ficaram muito ocupados e tiveram que parar. Como somos amigas muito próximas da Lê, resolvemos fazer os docinhos”, explicou Luiza. Os brigadeiros são vendidos em caixinhas com 4 sabores e custam R$10,00 e em apenas 4 dias de divulgação da página “Dudu é meu Herói”, elas já tinha mais de 200 pedidos.

Nesse meio tempo o plano de saúde aprovou a compra da medicação e garantiu 3 meses de tratamento. Mesmo assim, a produção continuou para ajudar os pais de Dudu, que tiveram que largar o emprego para cuidar do filho. Além disso, o dinheiro será usado para criar um fundo para comprar os remédios nos outros meses, caso o plano de saúde não renove a aprovação de custo. Eles afirmam que caso o dinheiro não seja necessário, essa verba será revertida para outras crianças com o mesmo problema de Dudu e que se encontrem com dificuldades para financiar o tratamento.

POSTS PATROCINADOS