Adolescente sobrevive 10 dias na selva após queda de avião


PUBLICIDADE

Já imaginou como seria ter que sobreviver 10 dias na selva sem nenhum recurso tecnológico? Bom, uma menina de apenas 17 anos conseguiu e sua história inspiradora deve ser reconhecida.

Após 10 dias da queda de um avião com mais de 90 passageiros e as equipes de busca terem afirmado que todos morreram, um grupo de lenhadores se deparou com uma sobrevivente na selva e a história desta menina chocou a todos.

PUBLICIDADE

Aos 17 anos, em pleno mês de dezembro de 1971, Juliane Koepcke embarcou no avião rumo à Alemanha. Quando sobrevoava o rio Amazonas, este mesmo avião com 92 passageiros, acabou sendo atingido por um raio e caiu. A menina estava com sua mãe quando a tragédia ocorreu e Juliane foi a única sobrevivente, ao passo que a poltrona e o cinto de segurança amorteceram a queda.

Juliane Koepcke jovem

Com o impacto, ela acabou desmaiando e ao acordar estava com uma clavícula quebrada e um olho inchado. Depois de se recompor, começou a andar em busca de socorro e principalmente em busca de sua mãe – que estava sentada a seu lado.

Mas, infelizmente, Juliane não a encontrou. Somente no quarto dia achou o avião e muitos corpos. Neste momento, a única coisa que a consolou foi um pacote de doces que avistou entre os cadáveres. Durante 10 dias, ela perambulou pela mata procurando por ajuda; suas feridas se enchiam de vermes enquanto dormia, mas Juliane foi forte o suficiente para aguentar toda a dor e agonia.

Porém, no décimo dia, algo a surpreendeu: Juliane ouviu vozes e foi em direção a elas. Logo, avistou alguns lenhadores que ao se depararem com a menina pensaram ser um fantasma folclórico devido ao horrível estado dela. Ela explicou aos homens que era sobrevivente do acidente e então, foi levada ao hospital.

Foto mais recente de Juliane

Finalmente, ela conseguiu reencontrar seu pai e, 46 anos depois, começou a trabalhar como bióloga na sua cidade natal. A menina nasceu no Peru e vivia na selva amazônica devido a profissão de seus pais, um zoólogo e uma ornitóloga que trabalhavam na Amazônia. Foi sua experiência e conhecimento sobre a mata que a ajudaram a sobreviver 10 longos dias na floresta.

Uma história de filme, não?

POSTS PATROCINADOS