Anos após a morte da mãe, mulher descobre acervo com 30 mil fotos tiradas por ela no passado


Mulher encontra acerto com 30 mil fotos tiradas pela mãe na União Soviética
PUBLICIDADE

18 anos após perder a mãe, a russa Asya Ivashintsova-Melkumyan fez uma descoberta impressionante: ela encontrou um acervo com mais de 30 mil fotos tiradas pela mãe durante os tempos de União Soviética (URSS). E o que mais chamou a atenção foi a qualidade de cada uma das imagens reveladas.

Asya é filha de Masha Ivashintsova, que foi crítica de teatro, poetisa e se envolveu em projetos de fotografia. O envolvimento com as fotos fez com que, aos poucos, o trabalho também se tornasse um hobby. E o hobby se tornou algo cada vez mais profundo, pessoal e emocional na vida dela. Masha não tinha como hábito revelar boa parte das fotografias que tirava. Além disso, poucos sabiam de sua relação mais pessoal com as fotos. Asya conta que nunca havia visto nenhum dos registros feitos pela mãe e as filmes ficaram esquecidos por décadas no porão.

PUBLICIDADE

A russa revelou, também, que Masha enfrentou um momento de extrema dificuldade em território soviético. Ela foi internada à força em um hospital psiquiátrico, onde tomava altas dosagens de remédios e passou por diversas lavagens cerebrais. E não foi só isso! Ela também foi obrigada a se filiar a partidos políticos sob ameaça de não sair mais do hospício.

Confira alguma das fotos encontradas:

1 – Uma selfie de Masha (1942 – 2000)
2 – Leningrado, URSS, 1977
3 – Leningrado, 1978
4 – Asya em 1978
5 – Asya e a cadela Marta, 1980
6 – Estátua quebrada de Joseph Stalin, 1978
7 – O marido de Misha, Melvar Melkumyan, Moscou, 1979
8 – Melvar e a filha, Asya, 1976
9 – Leningrado, 1975
10 – São Petersburgo, 1976
11 – Praça em Leningrado
12 – Leningrado, 1977
13 – Leningrado, 1981

Fonte: Bored Panda

POSTS PATROCINADOS