Abrem a geladeira dessa mãe e veem centenas de litros de leite. Mas não tinham ideia do que ela fazia com tudo aquilo


PUBLICIDADE

Elisabeth Anderson-Sierra mora em Beaverton, Oregon, nos Estados Unidos. Ela é uma mãe que sofre de síndrome de hiper-lactação, o que significa que ela muito leite materno. No caso dela, quase dois galões por dia.

Mas ela decidiu usar isso a favor de quem precisa alimentando inúmeros bebês famintos com seu leite! “Agora tenho 6 meses de pós-parto com a minha segunda filha e estou bombeando uma média de 6 litros por dia ao amamentar meu bebê. Até o momento, doei mais de 2.070 litros. Cerca de metade é enviada para um banco de leite e metade para a instituição Mamas”, disse.

PUBLICIDADE

O banco de leite que Elizabeth faz as doações paga 1 dólar por cada litro de leite, que é 100% doado. “O bombeamento é caro! As bombas não são baratas. Eu compro sacos de leite para o leite doado e estimo que eu chego a usar entre 20 e 40 sacos por dia dependendo de quanto leite eu coloco neles”, conta.

Realmente é muito leite! “Eu tenho 3 freezers que uso para armazenamento de leite até que seja doado ou enviado. Eu pago o espaço que eles ocupam e a eletricidade é necessária para mantê-los nas temperaturas mais frias possíveis”, diz Elizabeth.

Ela firma também que o o preço mais caro que paga para doar leite é o seu tempo. “O meu tempo de lavagem e esterilização, instalação do aparelho para bombear, ensacamento de leite, pesagem do leite, rotulagem, disposição para congelar, organizar e armazenar o leite. Tempo gasto com a qualificação do meu leite e organização de doações locais. Este é o tempo longe da minha família, meus filhos! Eu também não posso simplesmente tirar um dia de folga … Eu não consigo tirar uma bomba! Eu não estou reclamando, esta é a minha escolha e eu realmente amo o que eu faço. Mas eu sinto que o lado dos doadores raramente é falado. Muitas mães querem que eu apenas dê meu leite livremente para elas quando não podem fornecer o suficiente, simplesmente porque eu tenho tanto. Sim, eu tenho muito a dar, mas não posso alimentar livremente todos os bebês”, desabafa.

Realmente é dar muito de si para aqueles que não conhece e Elizabeth é um verdadeiro exemplo.

Fotos: Reprodução Facebook

POSTS PATROCINADOS