700 funcionários ajudam colega a manter emprego e cuidar de filho com câncer


PUBLICIDADE
Ele estava prestes a pedir demissão porque precisava se dedicar ao filho

Há momentos na vida em que somos surpreendidos com obstáculos difíceis de superar. Tudo parece estar perdido, mas sempre há pessoas que te ajudam a superar a situação que parece não ter saída.

Em Hesse, na Alemanha, Andreas Graff de 36 anos passava por uma época muito estressante depois de descobrir, em janeiro de 2017, que seu filho de 4 anos, Julius, tinha com leucemia.

PUBLICIDADE

Ele teve que solicitar férias remuneradas em seu trabalho para poder acompanhar seu filho às consultas médicas no hospital, além de ter que estar próximo a ele durante os longos tratamentos para combater sua doença.

Nas primeiras nove semanas de tratamento, Andreas tinha se dedicar inteiramente à saúde do filho, pois é um pai solteiro e ninguém mais poderia fazer isso por ele.

No entanto, os dias de férias pagas não eram suficientes para o pai e ele teve que tomar a decisão de faltar em seu trabalho, correndo o risco de ser demitido.

Graff estava muito preocupado com seu trabalho e seu futuro financeiro, mas não conseguiu deixar seu filho sozinho na difícil batalha contra o câncer.

Ajuda inesperada

A história de Andreas chegou ao Departamento de Recursos Humanos de sua empresa e eles começaram uma bela campanha entre os colegas de trabalho. Todos decidiram apoiar Andreas Graff e seu filho.

Mais de 700 funcionários decidiram se revezar e distribuir as horas de serviço que originalmente pertenciam ao homem. Quase 3,300 horas de tarefas foram realizadas pelos colegas de Graff. Um verdadeiro trabalho em equipe!

Graças aos gerentes da empresa e aos que concordaram em cobrir seu cronograma, eles conseguiram aumentar o dinheiro para o filho de Andreas e impedir que ele fosse demitido.

” Sem essa ajuda incrível, eu estaria desempregado “, comentou o pai emocionado.

Graff, sem dúvida, teve muita sorte em encontrar pessoas que se importam com ele. Infelizmente, a mesma história não acontece em todos os casos, causando resultados angustiantes para os pais que são forçados a abandonar seus empregos.

Torcemos para que o pequeno Julius vença a batalha contra sua doença e ambos possam voltar a ter uma vida normal.

Fonte: Viralistas

POSTS PATROCINADOS