170 cães são salvos de serem mortos para consumo humano em fazenda na Coréia do Sul


PUBLICIDADE
170 cães são salvos em missão especial de ONG que luta contra o consumo de carne canina

Infelizmente, como já informamos anteriormente aqui, o consumo de carne de cachorro infelizmente ainda é comum em países da Ásia.  No dia 28 de novembro, mais de 170 cães foram salvos de uma fazenda de carne canina em Namyangju, na Coréia do Sul, onde os animais seriam eletrocutados.

Os socorristas de animais da Humane Society International resgataram os cachorros e os levaram para abrigos nos Estados Unidos, no Canadá e Reino Unido. A fazenda de carne de cachorro em Namyangju é considerada uma das 17 mil na Coréia do Sul que mata mais de 2,5 milhões de cães por ano para consumo humano.

PUBLICIDADE

Os animais foram mantidos em condições sujas, passando suas vidas em gaiolas de arame sem cuidados veterinários. Alguns sofriam de infecções oculares, doenças da pele e feridas nas patas. Se não tivessem sido salvos, seriam mortos eletrocutados em um mercado local ou matadouro e transformados em uma sopa picante, chamada bosintang.

Os cães foram resgatados como parte da campanha da HSI para acabar com o comércio de carne de cachorro. A ONG acredita que a geração mais jovem dos coreanos está rejeitando a carne de cachorro e veem isso como um bom momento para eliminar o comércio.

Oposição ao comércio de carne canina

A oposição ao comércio de carne de cachorro está crescendo entre cidadãos e políticos coreanos, e até mesmo o recém-eleito presidente Moon Jae, que adotou um cão chamado Tory, que foi resgatado de uma fazenda de carne de cachorro, como dissemos aqui.

O ator Pete Wicks, da série de TV “The Only Way Essex”, juntou-se à equipe descrevendo o resgate como uma das experiências mais emotivas de sua vida. “Tenho orgulho de apoiar a campanha da HSI para acabar com o comércio de carne de cachorro na Coréia do Sul porque é um trabalho realmente difícil, a equipe de resgate não se trata apenas de salvar os cães, eles estão oferecendo soluções práticas para ajudá-los. Os agricultores saem desse horrível negócio, e também exortando os políticos a mudar a lei, então é o pacote inteiro”, disse.

Vamos torcer para quem um dia essa prática cruel seja finalizada de uma vez por todas.

 

Fonte: Daily Mail

POSTS PATROCINADOS