12 plantas de interior que purificam o ar


PUBLICIDADE

Pode parecer mentira, mas o ar dentro das nossas casas está bastante contaminado e segunda a NASA, estas plantas são aliadas na hora de purificar o ar.

Ter uma boa qualidade de ar dentro de casa é muito importante, principalmente quando passamos a maior parte do dia trancado entre 4 paredes. Podemos estar errados quando pensamos: “mas o ar externo é muito mais poluído!”

PUBLICIDADE

Partículas contaminadas são arrastadas do exterior. Bactérias, CO2 e outros químicos tóxicos estão flutuando no interior de nossas casas, inclusive, esse tipo de contaminação do ar do interior das casas foi catalogada como uma as 5 maiores ameaças à saúde pública pela Agência de Proteção Ambiental do Estados Unidos.

Por sorte, a NASA criou uma lista das melhores plantas para filtrar o ar que respiramos no interior de nossas casas, escritórios e outros estabelecimentos.

1 – Crisântemos

1

Para a Nasa, essa é uma verdadeira máquina purificadora de ar. Elimina o amoníaco, benzeno, formaldeído e xileno. É barata e ainda dá um toque de cor ao ambiente. Pode também ser mantida fora de casa, adornando o jardim.

2 – Hera

2

Segundo a Nasa a hera comum é a planta de interior número um devido a suas incríveis habilidades de filtrar o ar. É a planta mais eficaz para absorver o formaldeído e é fácil de cuidar. É uma planta que se adapta facilmente. Pode permanecer pendurada em uma cesta ou no piso. Prefere temperaturas moderadas e média exposição à luz solar.

3. Espada de São Jorge (Sansevieria trifasciata)

3

É a planta perfeita para por em um canto da casa e não requer muita água ou luz. É muito eficiente para a absorção do dióxido de carbono do ar e transforma em oxigênio à noite – enquanto outras plantas fazem isso durante o dia-. Por isso pode ser um bom acessório para o seu quarto.

4. Imbé ou Cipó Imbé (Filodendro)

4

Com suas folhas em forma de coração, a filodendro é uma opção popular para áreas interiores e são fáceis de cuidar. Assim com a hera, são particularmente eficientes no momento de absorver o formaldeído. Cuidando de forma apropriada elas podem durar muitos anos. Esta planta prefere pouca água e um lugar com acesso a luz do sol não direta.

5. Gravatinha ou paulistinha (Clorofito)

5

A Clorofito é uma planta de fácil manutenção e é uma planta de interiores muito popular. Não são só decorativas, mas também estão dentro da lista da NASA das melhores plantas purificadoras. É eficaz para combater contaminantes, como o benzeno, o formaldeído, dióxido de carbono e o xileno.

6. Jiboia (Epipremnum aureum)

6

A Jiboia é uma planta de aparência simples que também esta dentro da lista da NASA. Cresce melhor em ambientes frios ou frescos e com pouca exposição à luz solar. Limpa o formaldeído do ar e é uma planta benéfica para seu lar e que ficaria perfeita em seu living ou sala de estar, no alto, com suas folhas caindo como cascata.

7. Dracena

7

Esta bonita planta de folhas compridas e estreitas e de cor verde escuro com bordas marrom avermelhado pode crescer até o teto (plantas de 4,5 metros são comuns), portanto, podem ser uma bela decoração para grandes ambientes. É muito benéfica para o interior de sua casa uma vez que removem toxinas como o xileno, formaldeído e o tricloroetileno do ar. É uma planta muito resistente que necessita um lugar claro e suporta um pouco de luz direta, mas se acomoda perfeitamente em áreas com iluminação suficiente.

8 – Bambu

8

Esse tipo de bambu normalmente não cresce mais de 3 metros e é uma opção simples para o interior. Como planta, é reconhecida por filtrar melhor o benzeno. O bambu também pode ser posicionado perto de móveis que são propensos a produzir formaldeído, outro tóxico que ela pode filtrar.

9 – Lírio da paz

9

Essa planta é perfeita para espaços onde se lave roupa ou que tenha banheiros, já que ela é especialista em tirar humidade. A planta não precisa de muita água ou luz solar para sobreviver e inclusive produz lindas flores.

10 – Babosa (Aloe vera)

11

A babosa é uma planta que todo mundo devia ter em casa, pois ela é tida como um cicatrizante poderoso, tem propriedades calmantes, além de fazer milagres para o seu cabelo. Ajuda a limpar o ar e facilita a identificarmos quando o ar está poluído, pois alguns pontinhos marrons aparecem nas folhas. Multiplica-se por separação de mudas. Cultivada a pleno sol, como planta isolada ou em grupos, em jardim de pedras. É tolerante a solos de baixa fertilidade, bem como a invernos rigorosos.

11 – Palmeira ráfia (Rhapis excelsa)

palmeira-rafia

De longe uma das plantas mais fáceis e mais bonitas de se ter dentro de casa. De fácil manutenção é ótima para filtrar amônia, presente em materiais de limpeza, tecidos e tintas para cabelo. Ela é uma espécia de arvorezinha, que demora um pouquinho a tomar forma, mas uma vez passada essa fase, suas folhas irão se tornar decoração permanente para sua casa. Multiplica-se principalmente por divisão de touceira, plantadas na primavera. É adequada para cultivo em vasos destinados a interiores iluminados, para o cultivo em touceiras isoladas ou formando grupos, a pleno sol ou meia-sombra, com terra fertilizada. Não tolera geadas.

12 – Gérbera (Gerbera jamesonii Adlam)

gerbera

Ótima para deixar na lavanderia ou no quarto, pois é muito boa para remover tricloroetileno (encontrado em produtos para roupa) e benzeno do ar. Com flores lindas e coloridas, precisa de bastante sol, então, locais próximos às janelas são os ideais. A multiplicação se dá por sementes postas a germinar no começo do outono, ou por mudas obtidas por divisão das plantas no final do inverno. Cultivada em grupos como planta de bordadura ou em conjuntos isolados, a pleno sol, em canteiros estercados e bem preparados. Presta-se com excelência para a modalidade de flor de corte. Aprecia climas frios, mas também desenvolve-se bem em regiões subtropicais.

POSTS PATROCINADOS